Pedra de Metal

domingo, 24 de janeiro de 2010

KAFKA “Metamorfose”

“Quando Gregor Samsa” despertou, certa manhã, de um sonho agitado viu que se transformara, durante o sono, numa espécie monstruosa de insecto”.
Com esta frase de abertura, Kafka revela ao homem moderno a sua sinistra condição. Depois de descobrir, ao despertar, que se transformou num enorme insecto, Gregor Samsa torna-se um objecto repugnante para os seus e é obrigado a esconder-se no interior dos seus aposentos.
A metamorfose é uma parábola imaginosa sobre a alienação humana, uma narrativa sobre o absurdo da vida, que conserva ainda hoje toda a sua carga revolucionária.
A sua é geralmente vista como uma representação do carácter alienado e angustiante da vida humana, perdida num mundo que se tornou, ininteligível, hostil ou pelo menos indiferente.
É uma forma diferente de ver e viver a vida.
É imperdoável não ler esta obra.

1 comentário:

Bruno Darkmotion disse...

Sem duvida um dos meus livros preferidos. Recomendo a todos. Experimentem e não se irão arrepender.