Pedra de Metal

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Crónicas da Pedra - Volume 4

Depois de uma ausência prolongada por variadíssimos motivos, as crónicas da pedra voltam.

Mas isto não foi de todo mau, dado que eu continuei a matutar sobre imensos assuntos ligados ao metal, sendo que o que mais me ficou na memória foi mesmo a hipocrisia e cinismo que grassa (pelo menos) no nosso meio mais underground. Dou um exemplo:

Os Unbridled são uma banda underground formada por pessoal meu amigo. Após um EP prometedor mas com uma produção sofrível, eles reuniram dinheiro e gravaram de forma profissional com um engenheiro e produtor desconhecido, mas muito talentoso. Tiveram a sorte de ter o apoio de uma editora estrangeira, que os encontrou por eles nunca deixarem de procurar quem os apoiasse, porque sempre pautaram o trabalho que fizeram com doses consideráveis de força e empenho. Moral da estória: são alvos de bitching. Para os menos entendidos, são uma banda de quem muita gente gosta de odiar.

Esta introdução é apenas um exemplo dum problema habitual em Portugal, que é a ostracização das bandas que conseguem algo. A não ser que seja uma banda ligada aos opinion makers, torna-se facilmente detestável. Mas se até os Moonspell sofreram e ainda sofrem com isto…. Bem é lutar contra a maré. Quem me dera que houvesse mais união.

Crónica curta, mas sentida.

Escuta do mês:

1349 – Revelation Of The Black Flame

Bom verão e até breve!

1 comentário:

Paulo Emperor disse...

Momentos maus todos temos é preciso força para supera-los :) Grande abraço